...

Arquivo do blogue

quinta-feira, 19 de julho de 2012

7 DIFERENÇAS

Aqui estão as fotos do meu último espectáculo, " 7 Diferenças " adaptação do texto "no dia em que a C+S fechou" de Marcantonio Del Carlo.

(no fim das fotografias deixo-vos o meu monologo)
Personagens: 
BB- Maria Carvalho da Silva
Cátia Carvalho- Raquel Almeida
Cátia Daniela- Nani Torres
Ana Carolina- Vanessa Martins Pereira
Jaime Simões- António José
Ricardo Figueiredo- João Santos
JJ- Amilcar 


 (BB)

 (BB)

(BB,Cátia Daniela,Valentina Carvalho,Ricardo Figueiredo,Jaime Simões,Ana Carolina,Cátia Carvalho,JJ)






Monologo da Maria :



Maria – A primeira vez que o vi, foi no portão da escola.

Nani – O Prof com que foste para a...

Maria – Sim! O gajo é lindo! Tem os olhos verdes e a boca é assim... não interessa! No princípio, até achei que ele era aluno cá da escola! Só depois, quando a minha turma teve a primeira aula com ele, é que percebi que ele ia ser o meu professor de Geografia deste ano.

Acende um cigarro e sorri.

Maria – Quando tinha aulas com ele sentava-me sempre na primeira carteira. O gajo até se passava! Ele já não dizia coisa com coisa. Bem, o que eu sei, é que prá aí umas semanas depois das aulas começarem, um dia, quando a minha turma já tinha saído toda, ele veio falar comigo e perguntou-me assim: “ Chamas-te Maria, não é? “ Comecei logo a corar! O gajo é lindo! Ficámos ali a falar escola e dos testes e mais disto e daquilo até que no fim, ele, como quem não quer a coisa, convidou-me para eu ir beber um copo nesse Sábado à noite...

Nani – E o que é que  respondeste?

Maria – Disse logo que sim! Foi-me buscar de carro a casa da Kátia, uma amiga minha, e fomos para as Docas.

Nani – Para a Docas?

Maria – O André - é o nome dele- conhece os porteiros todos!

Nani – E depois?

Maria estica as pernas e encosta a cabeça no quadro.

Maria – Eram para aí umas quatro da manhã, quando ele olhou para o relógio e, disse-me assim: “Adorei sair contigo, mas é melhor a gente ir andando. Tenho uns testes para corrigir.” Eu ri-me - já estava com os copos! - e respondi: “Tudo bem. Vamos embora?” Ele levou-me  para casa da Kátia, estacionou o carro, virou-se para mim e disse-me com a voz mais gira que eu já ouvi até hoje: “Maria, é um nome muito bonito. Queres sair comigo outra vez, Maria?” Até me passei! Começámos a sair todos os Sábados à noite. Curtimos durante umas semanas, mas nunca aqui na escola. Ele não queria que se soubesse que andava com uma aluna, percebes!

Nani – Que cena...

Maria – Até que, num desses Sábados, perguntou-me se eu não queria ir passar um fim de semana com ele, numa casa que ele tem no Algarve.

Nani – E tu aceitaste?

Maria – Aceitei! Fomos logo nesse fim de semana! Para variar, disse ao meu pai que ia dormir a casa da Kátia. Ele gosta muito da Kátia.

Tózé – Quer dizer que foram os dois sozinhos?

João – Não! Levaram uns amigos! És mesmo estúpido!

Tózé levanta-se furioso.

Maria – O gajo tem uma casa com piscina e tudo!

Tózé volta a sentar-se.

Maria – Acho que os pais dele têm dinheiro. Agora é assim: eu estava apaixonada pelo gajo, percebem! Não via nada à frente! Nada! E ele era mesmo muito fixe comigo!

Joana – E depois, o que é que aconteceu?

Maria cruza os braços e estica as pernas.

Maria –Quando a gente chegou ao Algarve, fomos à praia e à noite, fomos jantar ao pé do mar, num sítio fixe que ele conhecia.
Bebemos imenso vinho e…apanhei uma grande bebedeira!

Maria fica durante alguns instantes em silêncio.
Todos a observam atentamente.
Ela fecha os olhos e estremece com um arrepio nas costas.

Maria – Quando voltámos para casa dele estávamos os dois muito fixes. Entrámos pelo jardim e fomos curtir para a relva e… ele começou a beijar-me e... a despir-me e eu... não sei! Nunca tinha feito aquilo mas... não sei! Apetecia-me! E ele era muito fixe comigo! Muito...

Passa as mãos pelo rosto e inspira fundo.
Abre os olhos cheios de lágrimas e olha para o tecto.
Tózé olha para Joana e depois para Nani.
João encosta a cabeça para trás e Vanessa começa a roer as unhas.
O ambiente na sala torna-se pesado.

Maria – Muito fixe... Ele era muito fixe...

Olha para a janela e depois para o chão.

Maria – Ele... era mesmo... muito fixe...

Dá uma passa no cigarro, deita-se no chão e enfia a cabeça no meio dos joelhos.
Desata a chorar.
Vanessa levanta-se e senta-se ao lado de Maria.
Pega na mão dela e ajuda-a a sentar-se.
Maria sorri e limpa as lágrimas.

Tózè – Não precisas de contar o resto..

Maria – Não... jogo é jogo!

Maria olha para Vanessa que está a sorrir para ela. Maria faz-lhe uma festa no cabelo, olha para os outros e continua a narrar a sua historia.
Apaga o cigarro e levanta-se.
Vai até a janela.

Maria – Só sei é que no dia seguinte eu estava muito fixe e completamente apaixonada!Só que... ele estava diferente. Eu topei logo! E... não interessa! Nessa tarde voltámos ao Porto! Ele fez-me uma festa no cabelo e despediu-se assim de uma maneira esquisita que eu devia ter desconfiado logo! Disse-me que ia telefonar no dia seguinte e foi-se embora!

Nani – E telefonou?

Maria senta-se numa cadeira e passa a mão pela cara.

Maria – Não! Nunca mais telefonou. O gajo nunca mais me ligou! Nem nas aulas. Fazia de conta que eu não existia. Eu tentava falar com ele nos intervalos mas ele fugia para a sala dos professores. Eu andava a bater mal e ele não queria saber. Uma tarde fui ao café com a Kátia e comecei a beber finos. Muitos finos! Apanhei uma grande bebedeira e fui ter com ele a sala dos professores.

Todos ficam espantados.

Tózé – E o que é que fizeste?

Maria olha para ela.

Maria – Fui à mesa onde ele estava e tentei beijá-lo.

Vanessa – E ele?

Maria – Empurrou-me para trás e fez de conta que não me conhecia.

Nani – Que cena...

Maria – Foi então que percebi tudo. Tudo tinha sido mentira. O gajo só quis ir para a cama comigo. Passei-me! Desatei aos gritos e comecei a insultá-lo e... não sei! Eu estava tão passada que peguei numa cadeira e atirei-a contra uma janela que se partiu toda. E depois, comecei a insultar todos os profs que lá estavam e... passei-me, pronto!


espero que tenham gostado !!!!


10 comentários:

  1. Foi muito bom mesmo :)
    Bem é um texto forte e hoje em dia o que há mais é disto, meninas que são enganadas por acharem que os rapazes são "fixes" ;)

    ResponderEliminar
  2. Ohhh deve ter sido mesmo divertido =D

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Eu não gostei! Eu adorei :)ah ah ah, e as fotos estão muito giras querida :) Beijocas :*

    ResponderEliminar
  4. A ingenuidade feminina!
    Ainda há professores que se aproveitam? Até se deu a muito trabalho.
    Já fiz teatro e fizeste-me ficar com saudades desse tempo. Gostava especialmente dos bastidores, a troca de roupa, o ponto, a maquilhagem, as entradas de cena...Grandes tempos!
    Um beijinho,BB e obrigada pela partilha.

    ResponderEliminar
  5. Uau!!!Ainda te hei-de ver por esses palcos do mundo!!!

    ResponderEliminar

ATENÇÃO !
Todos os comentários feitos serão aqui respondidos.
Obrigada :)